O Empreendedorismo na Geração Z

Hey, Habib! Você sabia que o empreendedorismo na Geração Z vem ganhando destaque como opção de carreira? É o empreendedorismo jovem.

Empreendedorismo na Geração Z

Hey, Habib! Você sabia que o empreendedorismo na Geração Z vem ganhando destaque como opção de carreira? Jovens estão dispostos a abrir mão de profissões tradicionais para dar início ao próprio negócio. Vale lembrar que a Geração Z é a definição sociológica para a geração de pessoas nascida, em média, entre meados dos anos 1990 até o início do ano 2010.

As pessoas dessa geração são conhecidas por serem nativas digitais, muito familiarizadas com a internet, compartilhamento de arquivos, telefones móveis, não apenas acessando a rede de suas casas, mas também pelo celular, estando assim extremamente conectadas. Suas principais características são: compreensão da tecnologia e abertura social às tecnologias, por isso faz sentido o empreendedorismo na Geração Z.

O que querem os nativos digitais – Empreendedorismo na Geração Z

Empreendedorismo na Geração Z - Transformação de Impacto

Nativos digitais, ao menos 16% dos estudantes esperam no futuro empreender, de acordo com levantamento encomendado ao Instituto Toledo, pelo Centro de Integração Empresa Escola-CIEE. Esses estudantes também esperam encontrar mais matérias práticas em sala de aula (69%) e professores que atuem também no mercado de trabalho (27%).

A vontade de montar o próprio negócio não fica apenas no papel e alguns estudantes, ainda na universidade, já estão empreendendo, o que leva a outro ponto apontado na pesquisa: 18% dos deles desejam que as universidades estimulem/criem empresas Junior.

Desafios aliados à identificação – empoderamento jovem

De acordo com Luiz Gustavo Coppola, superintendente Nacional de Atendimento do CIEE, os estudantes buscam desafios. “A Geração Z quer aliar os seus propósitos de vida, aquilo que faz brilhar os olhos, com a sua carreira. Sempre atrelado a um desafio, pois é isso que impulsiona essa geração”, afirma.

Até mesmo a permanência na empresa após uma oferta de efetivação passa por alguns critérios dos estudantes que estão entrando no mundo do trabalho. A pesquisa revelou que 44% deles analisariam se a empresa tem plano de carreira, oportunidade de crescimento e se existe uma identificação com o negócio da companhia.

CIEE 55 anos – Transformando vidas, construindo futuros

Desde sua fundação, há 55 anos, o CIEE se dedica à capacitação profissional de estudantes por meio de programas de estágio. Em 2003, abriu uma nova frente socioassistencial com a aprendizagem. Atualmente, administra o estágio de mais de  200 mil estudantes e a aprendizagem de mais de 100 mil adolescentes e jovens. Em paralelo, mantém uma série de ações socioassistenciais voltada à promoção do conhecimento e fortalecimento de vínculos de populações prioritárias.

5 Fatos sobre o CIEE

  1. É uma entidade de assistência social, de caráter filantrópico, sem fins lucrativos e não tem qualquer vinculação com os governos, Sistema S (Sesi, Sesc, Senai) ou entidades de classe.
  2. Promove o acesso e a integração ao mundo do trabalho a adolescentes e jovens por meio da oferta de programas de estágio e aprendizagem.
  3. É uma entidade qualificada para ministrar os encontros de capacitação socioprofissional a aprendizes.
  4. É mantida por contribuições de empresas e órgãos públicos parceiros nos programas ofertados. Nada é cobrado dos jovens e adolescentes beneficiados.
  5. É dirigido com um conselho composto por educadores, profissionais liberais e empresários, todos voluntários.

O cenário do mercado atual contribui para o empreendedorismo na Geração Z. É positivo ver além da falta de oportunidade e buscar soluções que unem o útil ao agradável. Com uma realidade cada vez mais difícil e competitiva vemos jovens disputando por um número limitado de vagas e condições de trabalho, muitas vezes, monótonas e limitantes.

É importante que essa geração busque alternativas satisfatórias em busca de novos desafios que os impulsionem ao novo. Para aqueles que ainda querem uma carreira tradicional, é fundamental a inclusão desses jovens em oportunidades construtivas e de aprendizado. Adapte-se; O empreendedorismo na geração z é mais que uma tendência, é realidade.

Quer conhecer um exemplo de empreendedorismo virtual na Geração Z? Clique AQUI.

Para conhecer um exemplo de empreendedorismo físico na Geração Z, clique AQUI.

Comentários

0 I like it
0 I don't like it