Projeto Imagine e Desenhe por Bruna Bandeira

Hey, Habib! Conheça o imagine e desenhe, um projeto de ilustrações cotidianas voltadas ao empoderamento feminino por Bruna Bandeira.

Imagine e Desenhe por Bruna Bandeira

Hey, Habib! Conheça o imagine e desenhe, um projeto de ilustrações cotidianas voltadas ao empoderamento feminino. A ilustradora Bruna Bandeira passa através da sua arte, reflexões sobre amor próprio, feminismo e sororidade. A transformação de Bruna transcendeu seu foco artístico, e a sua gratidão pelas mudanças a fizeram se dedicar a levar mensagens de apoio que geram identificação com o público que a segue. Não é à toa que o instagram do projeto ultrapassam os 200 mil seguidores. Confira a história de vida dessa grande mulher, como começou o projeto e como ela está transformando sua arte em um negócio através do empreendedorismo.

Sobre Bruna Bandeira

Bruna Bandeira
Bruna Bandeira

Sou a Bruna Bandeira, nasci dia 31 de outubro de 1991, sou ilustradora e pedagoga. Comecei a ilustrar devido a minha hiperatividade; em julho de 2012 criei a Imagine e Desenhe postando minhas ilustrações com frases das minhas vivências. Em 2018 conheci o estúdio de dança e pole MARAVILHOSAS Corpo de Baile, onde conheci o que era amor próprio, feminismo, amar as manas e se apoiar. Isso me mudou e, como eu fiquei tão grata pela mudança, queria mostrar isso para a mulherada. Mudei meu foco artístico querendo falar com as mulheres sobre empoderamento, aceitação, auto estima e amor próprio. A imagine e Desenhe é a minha alma e sou muito feliz por fazer essas artes para as mulheres. Afinal, cada uma brilha do seu jeito mas juntas brilhamos mais”.

Como tudo começou – Imagine e Desenhe

imagine e desenhe
Ilustração @imagineedesenhe

Segundo Bruna Bandeira, a Imagine e Desenhe começou no ano de 2012. Por ser hiperativa, não conseguia manter a concentração em sala de aula e passava o tempo rabiscando. Então, rabiscar era uma forma de se manter em movimento e entender as coisa. Em 2012 o instagram estava em evidência e ela teve a ideia de criar um perfil pessoal e outro para seus desenhos com intuito de postar seus rabiscos. Com o tempo, Bruna criou uma personagem baseada em sua pessoa, mesmo sem conhecer a aquarela e pintava com lápis de cor. Sua personagem era baseada na sua imagem da época, cabelo com relaxamento, em tom de mel e sempre de coque. “A minha personagem já estava branca, de cabelo cor de mel porque se fosse na visão que tenho hoje, ela seria pretinha, cabelo encaracolado crespo, totalmente maravilhosa, deusa“, explicou.

Processo criativo e vivências em forma de arte

A artista lembra que não gostava de colorir, tinha preguiça de usar lápis de cor e depois conheceu a aquarela que deixou tudo mais prático pra quem ama ilustrar. Por gostar de ver o resultado rápido de seus desenhos, a possibilidade de ilustrar de forma rápida era maravilhosa. Quando questionada sobre o que ela busca transmitir com suas ilustrações, Bruna respondeu “o que eu busco é que toque as pessoas, que as transforme; principalmente as mulheres. Homens devem repensar, é o mínimo que espero deles. Não espero nada pra falar a verdade. Mas das mulheres, que eu faça elas se redescobrirem e sentir o que eu sinto, essa liberdade, essa libertação“.

Planos, sonhos e objetivos

imagine e desenhe
Ilustração @imagineedesenhe

Bruna conta que hoje atua como pedagoga e que planeja seu próximo passo para o ingresso no empreendedorismo. Além de desejar viver da sua arte, ela segue firme em seu propósito mesmo tendo de abrir mão da sua atual estabilidade. O feedback das mulheres que acompanham o Imagine e Desenhe dão o apoio e encorajamento necessários para prosseguir. Ainda durante o processo de transição entre seu ofício como pedagoga ao de ilustradora, ela segue investindo em seus sonhos, ilustrando diariamente e compartilhando a sua verdade. Bruna não esconde que seu sonho é conseguir ganhar dinheiro com seu trabalho, através de encomendas, grandes projetos como eventos e oficinas do Brasil ao mundo. “Eu quero que a Imagine mova vidas, ganhe grana e seja o meu negócio mesmo”.

Da estabilidade ao empreendedorismo

Essa migração da estabilidade para o empreendedorismo está acontecendo. É libertador, dá muito medo porque eu pago aluguel e tenho uma vida adulta há muito tempo. Saí de casa há dez anos atrás . Então, você sair do seu CLT, seu trabalho ali certinho e você ser dona do seu negócio é foda. Você se cobra ao dobro e trabalha muito mais do que imagina. O horário é seu mas a cobrança é maior pois você precisa fazer dinheiro e o dinheiro vem todo dia. Você tem que se organizar para esse dinheiro cair na continha porque ele não vai cair igual ao CLT, total. Mas é seu trampo, seu trabalho e acredito que seja muito importante na minha vida”.

Respeite o seu tempo, faça o que gosta e faça com carinho. Com amor é muito diferente, é gratificante.

Bruna Bandeira

Ilustração @imagineedesenhe

Agora você conheceu melhor a história dessa grande mulher, como começou o projeto e como ela está transformando sua arte em um negócio através do empreendedorismo. Bruna Bandeira é uma mulher comum, como eu e você, que faz a diferença no mundo. Se curtiu a história dela, acompanhe o projeto Imagine e Desenhe clicando AQUI e para mais inspirações continue acompanhando diariamente a Revista Oka.

Comentários

0 I like it
0 I don't like it